Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia
Rua Sandoval de Azevedo, s/nº - Centro - Aparecida de Goiânia - Goiás
E-mail: contato@camaradeaparecida.go.gov.br
Seja bem Vindo ao site da
Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia
Bom dia!. Hoje é Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017
Publicado em 23/03/2017 por Paulo Cavalcanti

Informação de que médicos poderiam ser demitidos causa debate na Câmara

A informação de que médicos da rede pública de saúde de Aparecida de Goiânia poderão ser demitidos causou revolta no vereador Edílson Ferreira (PMDB), durante sessão nesta quarta-feira 22.

“A quantidade atual já não é suficiente. Se essas demissões vierem a acontecer, só agravaria o sistema de saúde pública da cidade”, protestou Edílson.

Porém, o líder do prefeito na Câmara, vereador Pastor Cláudio Nascimento (PRB), explicou que, caso venha a ocorrer demissões, atingirá apenas àqueles médicos que não estão prestando suas atribuições corretamente.

“Os médicos que não cumprem com suas funções poderiam ser demitidos e, posteriormente, substituídos por outros”, justificou o líder.

Edílson rebateu a explicação, afirmando que o real motivo seria a redução de gastos.

“Segundo informações que me passaram, o verdadeiro motivo seria para cortar gastos. O médico em nossa cidade, além de enfrentar a falta de condições adequada de trabalho, agora corre o risco de ser demitido”, contestou.

Dúvidas

O vereador Pastor João Santana (PRP) disse que concorda com as demissões em caso de prestação ruim de serviço.

“Sou totalmente contra demitir médicos para reduzir gastos. No entanto, se o servidor não está cumprindo com suas obrigações, é justo a demissão”, posicionou-se o parlamentar.

O vereador Gilsão Meu Povo (PMDB) trouxe mais detalhes ao debate ao afirmar que teve ciência de que as demissões seriam para cortar excedente.

“Em uma das unidades de saúde que visitei, me noticiaram que lá haviam seis ortopedistas para atender uma demanda que exige, em média, apenas dois. Em situação como essa, entendo a demissão, desde que a economia nos cores públicos seja revertida em outras especialidades médicas que sofrem com a falta de profissionais”, declarou Gilsão.

Por fim, o vereador Edílson explicou que denunciar os problemas da cidade é prerrogativa de todo parlamentar.

“Essas denúncias, além de fazerem parte da função de cada um de nós, vereadores, também contribui para que o Prefeito possa tomar decisões em prol do melhor para nossos cidadãos”, concluiu.

REFIS

Ainda durante a sessão, o vereador Edílson Ferreira questionou a informação veiculada na edição de hoje da coluna “Goiás Online”, do Jornal “Diário de Aparecida”, que dizia que o prefeito Gustavo Mendanha (PMDB) não cogita propor o Refis em Aparecida para recebimento de impostos atrasados.

“Recebo essa notícia com enorme tristeza. Espero que o prefeito reveja sua posição, porque o povo não merece tamanho desprezo do poder público”, lamentou Edílson.

Como líder do prefeito na casa legislativa, o vereador Cláudio Nascimento afirmou que certificará com o prefeito a veracidade da informação.

Departamento de Comunicação (3280-6396)

Diretor de comunicação – Donizete santos

Assessor de Comunicação - Paulo Ferreira (9968-6883)

Operador de vídeo - Luciano Oliveira Lima

 

Recepção: (62) 3283-1053
Gabinete Presidência: (62) 3283-1053
Protocolo: (62) 3283-1053 - Licitação: (62) 3584-4838
Jurídico: (62) 3283-1053 - Assessoria de Comunicação:(62) 3283-1053
Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia
Rua Sandoval de Azevedo, s/nº - Centro - Aparecida de Goiânia - Goiás
E-mail: contato@camaradeaparecida.go.gov.br